SEO, SEM, CRO, Rankbrain e o golpe do chapéu preto


São muitos termos para entender: SEM, SEO, CRO, Black hat, White hat, Rankbrain…

Pode parecer muito complexo (e é mesmo), mas vamos explicar didaticamente e com detalhes. Você vai terminar esse texto dominando as diferenças entre cada termo e sabendo como aplicar os conceitos e estratégias na sua empresa!

Search Engine Marketing (SEM):

Search Engine Marketing (Marketing para Ferramentas de Busca) é um conjunto de ações e estratégias que visam melhorar os resultados nos mecanismos de busca. O Search Engine Marketing engloba todas as ações que tem como foco os mecanismos de busca como o Google, por isso ele é dividido em outros conceitos:

  • Search Engine Optimization (SEO)
  • Conversion Rate Optimization (CRO)
  • Pay Per Click (PPC)

Assim, como a tecnologia, os estudos sobre o assunto não são cristalizados e vão surgindo novas nomenclaturas e novas divisões são feitas, mas, por enquanto, vamos tratar apenas das três principais divisões.

Search Engine Optimization (SEO)

SEO otimização de busca

Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca), o famoso SEO, é um dos conceitos mais conhecidos graças à sua relevância e poder estratégico. SEO é um conjunto de práticas que tem como objetivo melhorar o posicionamento nos mecanismos de pesquisa.

Quanto melhor posicionada a página da sua companhia estiver, mais chances você tem de conseguir atenção de visitantes. SEO é um conjunto de estratégias para otimizar o alcance orgânico não estamos falando da Bela Gil, ou seja, não pago.

As estratégias de SEO englobam estudo de palavras-chave, otimização do código interno do site, experiência do usuário e conhecimento dos algoritmos de busca do Google (adiante vamos falar mais sobre isso, o Rankbrain). Um trabalho bem feito em cada um desses tópicos potencializa a capacidade de rankeamento da página.

Conversion Rate Optimization (CRO)

Funil de vendas

Conversion Rate Optimization (CRO), em tradução livre: otimização da conversão, é uma prática focada no usuário.

Para isso, diversas atitudes são planejadas, como:

  1. Estudo do big data para extrair o “right data”. É preciso conhecer os dados relevantes à companhia e saber manipulá-los, bem como saber organizá-los de forma a se tornar a matéria-prima para estratégias sólidas.
  2. Usabilidade, ou seja, User Experience (UX). É preciso que a página seja fácil de se usar, atrativa e intuitiva. O CRO tem de planejar uma boa usabilidade para que o usuário tenha facilidade em executar a ação que ele deseja.
  3. Testes A/B. Nada é feito à base de especulação. Lembra do big data citado? Ele entra aqui mais uma vez. É preciso analisar os resultados por meio dos dados coletados em diversos testes, por meio dessas informações é possível saber com dados concretos quais interfaces funcionam melhor e aplicar seu êxito para o CRO ser mais efetivo.

Pay Per Click (PPC):

SEO

Pay Per Click (PPC), pagamento por clique, se explica pelo nome: é a estratégia de pagar pelos cliques dos usuários. O pagamento acontece apenas quando há um clique em um anúncio específico. Se o anúncio for visto sem ser clicado, não há cobrança.

O Editor é quem oferece o espaço na página para a divulgação do anúncio, no caso dos resultados patrocinados do Google, por exemplo, o Google é o Editor. Já a empresa que deseja se patrocinar seu conteúdo é o anunciante. Você pode comprar um palavra-chave, como “construtora em BH” e com isso seu anúncio tem mais chances de aparecer nos resultados.

Há ainda outra sigla relacionada ao PPC, que é o CPC (Custo por clique). Ela é quem atribui valor ao PPC, estipulando o valor que custará cada clique de acordo com a palavra-chave escolhida.

Rankbrain, o novo algoritmo do Google:

Rankbrain

Rankbrain não é a nova tecnologia por trás dos resultados do Google, mas sim uma delas. O sistema responsável por todo o algoritmo de busca é o Humminbird Search Algorithm.

Rankbrain usa conceitos como machine learling (máquinas que aprendem sozinhas, em tradução livre) é possível dizer que o machine learning é a inteligência artificial usada pelo Rankbrain.

Mas qual o motivo de estarmos falando do Rankbrain? O que ele traz de novo?

Rabos longos! Long-tails!

Long-tails e palavras-chave não são exatamente a mesma coisa, mas não vamos focar nisso ainda, pois long-tail merece um texto exclusivo! Vamos agora comentar qual a relação entre o rankbrain e as tão usadas long-tails.

Você sabia que 85% das buscas diárias feitas no Google, são buscas repetidas? Ou seja, alguém já buscou exatamente a mesma coisa.

Apenas 15% das buscas são buscas novas, porém isso equivale a mais de 450 milhões de buscas. Grande parte dessas novas buscas são long-tails, ou seja, longas sentenças bem específicas e é aí que entra em ação o sistema Rankbrain.

Ele foi projetado para trabalhar essas buscas mais específicas, interpretando-as melhor e garantindo um resultado mais satisfatório para o usuário. Mesmo com sentenças grandes e desconexas, o novo algoritmo consegue traçar melhor uma relação e chegar a uma melhor conclusão do que o usuário busca.

Isso é interessante, pois é uma tendência que com melhores resultados, cada vez mais empresas usem long-tails em suas estratégias de SEO.

Black Hat SEO e White Hat SEO:

blackhat whitehat

O Black Hat SEO, ou chapéu preto, é uma técnica de SEO a ser evitada a todo custo. Diferentemente do White Hat SEO (chapéu branco), o Black Hat procura atingir o usuário mesmo sem ter permissão para isso.

Imagine ser acordado às 7 horas da madrugada no domingo por alguém na sua porta que já começa dizendo:

– Bom dia, tem um minuto para ouvir sobre proteínas ou biótipos ectomorfos!?

– Não senhor eu estava dormindo…

– E sobre eventos de dança? Como forró molhado?

– Ahn?

Pois é, esse é o Black Hat. Técnicas para se conseguir informações confidenciais, monetização por meio não autorizados, e procedimentos para burlar os mecanismos de pesquisa do Google. O Black Hat SEO é penalizado pelo Google, que tem em média 200 variáveis para estabelecer o posicionamento dos resultados de pesquisas.

Se o Google identifica uma prática de Black Hat SEO, o site é penalizado com as possíveis ações pelos mecanismos de busca:

  • Desconsiderar de seu algoritmo o que vê como irregular;
  • Penalizar o site com perdas de colocação nos resultados de busca;
  • Apagar (desindexar) o site do seu índice.

Por fim, o White Hat SEO é uma forma de otimizar o SEO seguindo as diretrizes dos mecanismos de pesquisa. Ou seja, colocar em prática as técnicas de SEM (SEO e CRO) que citamos acima.

Porque minha empresa deveria se preocupar com SEO?

As pessoas pesquisam sem querer pesquisar, essa é a verdade.

Não entendeu?

Hoje em dia, as pessoas não pesquisam diversas páginas em busca de uma resposta ou produto, elas querem exatamente o que precisam o mais rápido possível. Por esse motivo, resultados como o da pesquisa feita pela Chitika chegam a resultados como esse:

O 1º lugar do Google obtém 33% do tráfego de pesquisa!

SEO Google search

Como é possível ver no gráfico, da 5ª posição em diante os acessos são bastante reduzidos e após a décima são extremamente baixos comparado às primeiras colocações. Se você quer estar à frente da concorrência, você deve estar melhor posicionado. Afinal, muitas das visitas que seu concorrente pode “roubar” de você por estar melhor posicionado, podem ser clientes valiosos dispostos a fechar negócio.

A segunda página do Google então nem se ouve falar, o número de acesso é tão baixo quanto o número de pessoas que preferem o filme ao livro.

SEO google Search

Por esse motivo, é impreterível para a empresa estar na primeira página e muito importante estar entre as primeiras posições. E para isso, é fundamental aplicar corretamente as técnicas de SEO, pois aplicá-las de forma incorreta ou desleixada pode fazer sua página ser punida pelo Google como uma praticante de Black Hat.

 

Quer se posicionar bem no Google (SEO) e converter mais leads em clientes (CRO)? Não corra risco de ficar em segundo plano (ou segunda página no caso) nem arrisque ser punido por Black Hat, fale com a Agência Open para saber como aplicar boas técnicas de SEO, explorar o novo Rankbrain e conquistar cada vez mais clientes!


Ramon Soares
Ramon Soares

Seja o primeiro a saber

Cadastre-se para ficar por dentro das novidades do blog e da agência!


Rua Alagoas - 1160 - 6º andar CEP: 30130-160
Bairro funcionários

31 3047.2931
contato@agenciaopen.com